Marketing como pensar como o Steve Jobs

Já sonhaste ser o sucessor do Steve Jobs, criar produtos revolucionários, melhorar a vida das pessoas e mudar o mundo ?

Mas como farias para posicionar os teus produtos no mercado ? Ou seja como é que te diferenciarias da concorrência ? Neste artigo vais aprender a pensar como o Steve Jobs.

A maioria das empresas usaria o método tradicional seguinte :

Anunciar as funcionalidades do seu produto e listar as vantagens que ele tem em comparação com os produtos da concorrência.

Mas existe outro métudo. Outra forma de pensar, a forma de pensar do Steve Jobs. Chamaria esse método “minimalista”.

Em vez de listar todas as funcionalidades, vais escolher um aspeto fundamental de diferenciação e focar a tua mensagem marketing nesse único aspecto. A Apple é excelente a fazer isso.

Eles são incríveis para identificar um aspecto de diferenciação e usar esse elemento para posicionarem os seus produtos no mercado.

Neste artigo vamos ver isso como o exemplo seguinte :

Vamos analisar uma publicidade de 34 segundos que foi publicada em 1984 para promover o macintosh e veremos como essa publicidade é um excelente exemplo deste método dito do “minimalismo”.

Mas antes de ver o vídeo precisamos de perceber o contexto naquele ano.

Estamos no inicio dos anos 80 e naquela altura a IBM domina o mercado do computador pessoal.

O mercado está horrível pois com o sucesso da IBM muitas empresas começaram a copiar os PC da IBM. E no meio de tantos produtos, para se diferenciarem, as empresas começaram a baixar muito os preços.

É neste contexto que a Apple vai apresentar o macintosh. Para o Steve Jobs a situação é desesperante.

O problema é que o macintosh é muito caro.

Imagina só, naquela altura custava cerca de 5000$ ou seja 4600€, além disso ele era menos potente do que os computadores da IBM e dos seus clones.

Então o Steve Jobs vai resolver o problema como uma estratégia marketing brilhante, estratégia ainda usada atualmente pela Apple.

Vamos ver o vídeo que falei ao início :

Nesta publicidade, a Apple nunca fala das características técnicas do computador.

Ela decide reduzir a sua mensagem apenas num aspecto : a simplicidade de utilização do mac.

A Apple vai ainda mais longe ao martelar esta mensagem em toda a sua comunicação como por exemplo nesta publicidade :

Apple Introducing Macintosh For the rest of us

Nesta imagem o que temos a reter é o “For the rest of us” (tradução literal: para nós outros).

Este computador é destinado para aqueles que não se querem chatear com a leitura de dezenas de manuais mas sim para aqueles que procuram um PC fácil de usar. É por isso que nunca é mencionado nenhuma característica técnica ou de software do mac.

No artigo é dito que este computador foi feito para pessoas “normais” e não para experts de informática.

Mais tarde a Apple vai usar a mesma estratégia para promover o PowerBook :

Apple 92 PowerBook

Aqui temos novamente o contraste entre a maneira fácil e a difícil.

No vídeo seguinte esta publicidade ilustra perfeitamente a ideia e o problema da IBM :

Mas ok, tu não és patrão da Apple e talvez nem tens nenhum negócio.

Mas, então o que podes aprender com isto tudo ?

A primeira coisa que podemos aprender é que mesmo se hoje parece óbvio que a Apple significa simplicidade de utilização, naquela altura não era assim.

O Steve Jobs teve uma visão consciente do que estava a fazer e quis posicionar a Apple desta forma.

Esta forma de pensar é brilhante, pois naquele tempo a indústria informática só valorizava as características técnicas e os softwares.

Não é fácil remares contra a maré. É preciso muita coragem para priveligiares um ângulo específico e focar toda a tua comunicação numa mensagem só.

E principalmente é preciso analisar o mercado para encontrar o angulo ideal para te posicionar.

Isto aplica-se no marketing e em tudo. Por exemplo se estás à procura de um emprego, precisas de saber como te diferenciar e posicionar em função das necessidades das empresas.

Se estás interessado pela Apple e por marketing ouve o meu podcast onde entrevistei o patrão do All Things Apple clicando aqui ou também podes ouvi-lo aqui :

Deixa o teu comentário
Como pensar como o Steve Jobs ?
5 (100%) 1 vote[s]