Como posicionar os seus produtos como o Steve Jobs?

Já sonhou ser o sucessor do Steve Jobs, criar produtos revolucionários, melhorar a vida das pessoas e mudar o mundo?

Mas como faria para posicionar os seus produtos no mercado?

Como faria para se diferenciar da concorrência?

Neste artigo vai descobrir o método revolucionário que chamei de “minimalismo” que o Steve Jobs inventou para posicionar os seus produtos.

 

Tópicos deste artigo:

 

Como se diferenciar da concorrência?  

 

Para se diferenciar da concorrência a maioria dos responsáveis marketing usariam o método seguinte:

“Vou listar as funcionalidades do nosso produto e as suas vantagens em comparação com os produtos da concorrência. Depois vou focar a nossa mensagem marketing sobre isso tudo”


Mas existe outro método. Existe a forma de pensar do Steve Jobs.

Em vez de listar todas as funcionalidades do seu produto o Steve Jobs pensou assim:

“Vou escolheu um beneficio fundamental de diferenciação. Depois vou focar a nossa mensagem marketing nesse único beneficio”

Neste artigo vamos analisar esse método discando vários anúncios publicitários pensados pelo Steve Jobs.

Vamos analisar uma publicidade de 34 segundos que foi publicada em 1984 para promover o macintosh e veremos como essa publicidade reflete perfeitamente o método dito do “minimalismo”.

Mas antes de ver o vídeo precisamos de perceber o contexto do ano em que a publicidade foi publicada.

 

Como safar-se de um contexto de mercado difícil?

 

Estamos no inicio dos anos 80 e naquela altura a IBM dominava o mercado do computador pessoal.

Mas o mercado estava a ficar complicado para a IBM pois com o sucesso dos seus computadores muitas empresas começaram a copiar os seus PCs.

No meio de tanta competição, para diferenciar-se, as empresas começaram a baixar os seus preços.

É neste contexto que o Jobs vai ter de apresentar o novo Macintosh. Um contexto muito difícil portanto.

 

Além disso tudo o Steve Jobs tem mais dois problemas:

 

1. O Macintosh é muito mais caro do que os PCs da concorrência.

Imagine só, naquela altura ele custava cerca de 4600€ – 20608 R$.

 

2. Pior ainda, o Macintosh é menos potente do que os computadores da IBM e dos seus clones.

 

A ideia brilhante do Steve Jobs

 

Foi nesse contexto que o Steve Jobs resolveu todos aqueles problemas de uma vez só usando uma estratégia de marketing brilhante.

Estratégia tão brilhante que a Apple continua a usa-lá nos dias de hoje.

Vejamos o anúncio para depois poder analisar a tal estratégia dita do “minimalismo”:

 

 

Analise da estratégia brilhante do Steve Jobs

 

Não sei se reparou mas nesta publicidade nunca se fala das características técnicas do computador.

O Steve Jobs decidiu reduzir a sua mensagem marketing apenas num único aspecto do computador – esquecendo todo o resto.

Ele focou a sua mensagem na simplicidade de utilização do Macintosh.

O Steve Jobs foi ainda mais longe ao martelar esta mensagem em toda a sua comunicação, como pode ver nesta publicidade:

 

Apple Introducing Macintosh For the rest of us

 

 

A única coisa a fixar nesta imagem é a frase “For the rest of us” (tradução literal: para nós outros).

Aqui em vez de atacar frontalmente os concorrentes do mercado falando nas características técnicas do seu PC o Steve Jobs falou de um problema de que ninguém falava. Um problema muito importante para a maioria dos utilizadores de computadores daquela época. A complexidade de utilização dos PCs.

É por isso que na publicidade que vimos anteriormente a Apple fala de um computador para “nós outros”, dizendo o seguinte:

“Este computador é destinado para aqueles que não se querem chatear com a leitura de dezenas de manuais, mas é sim para aqueles que procuram um PC fácil de usar”.

Nunca é mencionado nenhuma característica técnica ou de software do Macintosh.

No artigo é explicado que este computador foi feito para pessoas “normais” e não para experts de informática.

 

Em equipa que ganha não se mexe

 

Mais tarde a Apple usou a mesma estratégia para promover o PowerBook :

 

Apple 92 PowerBook

 

 

Aqui temos novamente o contraste entre a maneira fácil e a difícil de usar um MAC e um PC.

A publicidade seguinte ilustra a perfeição a estratégia marketing pensada pelo Steve Jobs:

 

 

Agora pode estar a pensar:

“Ok, mas ó Francisco, eu não sou patrão da Apple, não tenho dinheiro para fazer campanhas assim. Como posso usar essa estratégia ao meu negócio?”

É uma excelente questão!

 

Como implementar a estratégia do minimalismo ao seu negócio?

 

O Steve Jobs ensina-nos que a melhor forma de destacar-se da concorrência é de não ataca-lá frontalmente. Se não arrisca-se, tal como os clones da IBM, a ter de baixar os seus preços perigosamente.

 

O Steve Jobs ensina-nos que devemos escolher um beneficio fundamental de diferenciação e focar a nossa mensagem marketing nesse único beneficio.

 

O Steve Jobs teve uma visão. Percebeu uma coisa que ninguém no seu mercado tinha percebido.

Percebeu que as pessoas queriam computadores fáceis de utilização e posicionou os seus produtos assim.

Essa forma de pensar foi brilhante, pois aquela indústria só valorizava as características técnicas e os softwares. Mas os clientes nem por isso.

 

Mais um conselho e um presente gratuito!

 

Conheça melhor do que ninguém o seu mercado e identifique um beneficio importante para os clientes, mas que seja completamente ignorado pelos seus concorrentes e foque toda a sua comunicação nesse beneficio.

Não é fácil remar contra a maré. É preciso muita coragem para privilegiar um ângulo específico e focar toda a nossa comunicação num único beneficio.

Ser diferente é muito importante para destacar-se no mercado é por isso que criei “O mapa mental da diferenciação“.

Usei esse mapa no meu negócio. E foi grassas a ele que percebi como me destacar no mercado.

É por isso que o meu conteúdo é único. Por exemplo fui o primeiro a criar um Podcast sobre marketing em Portugal. Nunca ninguém o tinha feito.

Sem “O mapa mental da diferenciação” provavelmente que estaria a fazer o que toda a gente faz no meu mercado, ou seja fazer stories no Instagram.

Hoje partilho consigo gratuitamente “O mapa mental da diferenciação“.

Clique aqui ou na imagem, veja o mapa mental e descubra como diferenciar-se.

 

 

Depois diga-me por mensagem se funcionou ok?

Francisco

Francisco Teixeira

Francisco Teixeira

sobre o autor

Sou especialista em marketing internet e ajudo empreendedores e pessoas a transformarem o seu conhecimento numa verdadeira empresa na internet. Criei o Marketing Cast, um programa áudio onde entrevisto empreendedores online e também resumo best-sellers do marketing. Também ofereço vários guias gratuitos no meu site que ajudam a converter mais leads em clientes.

Continuar a ler

artigos recentes

Livros

Deixa o teu comentário